Tourém
Igreja      Cronologia: Idade Média

Lugar : Tourém
Freguesia : Tourém
Concelho : Montalegre
Código Administrativo : 170632
Latitude : 548,3
Longitude : 219,5
Altitude : 500m

Acesso : O acesso faz-se por várias ruas desde o centro da aldeia de Tourém. A esta chega-se pela estrada municipal que cruza com a estrada EN 308 em Covelães. O monumento não está sinalizado.

Descrição arqueológica : Tourém é documentada já desde os tempos medievais como parte integrante do extinto termo de Piconha, território sob administração portuguesa até 1866 e que fora capitaneado pelo castelo do mesmo nome, demolido pelos castelhanos em 1650 na sequência das guerras da "restauração". No foral da Piconha dado pelo rei Manuel I em 1515 estabelece-se o foro a pagar pela igreja de S. Pedro (de Tourém), à qual deveria corresponder o actual templo paroquial, edifício do qual, apesar das ampliações posteriores, se conserva a quase totalidade da metade inferior das nave e cabeceira onde, para além da excelente fábrica em aparelho isódono , se destacam os seguintes elementos de decoração arquitectónica: portal Sul em arco de volta perfeita, um fecho de fresta no interior da capela-mor com decoração esculpida e fragmentos de arquivolta de portal decorados com "lanceolados", reaproveitados na parte superior da parede Sul da cabeceira . As austeridade decorativa e a tipologia geometrizante dos motivos desenhados denunciam uma certa influência do modelo cisterciense de Pitões das Júnias. No conjunto trata-se de um monumento baixo-medieval razoavelmente conservado.

Interpretação : Igreja de fundação tardo-medieval.

Interesse : Para além da sua importância para a história da arte, a igreja de Tourém constitui um valor patrimonial importante no contexto da arquitectura religiosa medieval regional, pois é um dos poucos testemunhos da penetração dos modelos arquitectónicos românicos no actual concelho de Montalegre.

Bibliografia

Autor : Luis Fontes

Data Última Actualização : 04-FEV-1998